18 de Abril, 2021

jornalismo cidadão

Rede de Repórteres sociais

EPALE| A inclusão social da população em envelhecimento

2 min read

A INCLUSÃO SOCIAL DA POPULAÇÃO EM ENVELHECIMENTO E A APRENDIZAGEM INTERGERACIONAL (I)

por Carlos Ribeiro, Caixa de Mitos – EPALE

O que entendemos por inclusão social da população em envelhecimento é matéria relevante para entramos no desafio da EPALE que pretende que este assunto e o da aprendizagem intergeracional sejam objeto de debates e iniciativas ao longo do mês de dezembro 2020.

Da nossa parte na Comunidade de Prática desejamos contribuir com 10 CASOS, experiências ou práticas promissoras que alimentem a reflexão a nível europeu.

Podemos pegar no tema pelo seu inverso, ou seja, questionar de forma simples e clara: será que à medida que as pessoas envelhecem elas ficam mais expostas ao risco de exclusão social?

Indicadores

Que indicadores podemos associar a uma situação de exclusão social?

  • viver isolado, de forma solitária e sem interações sociais. Neste caso, excepto para as situações que resultem de opções da própria pessoa, podemos admitir que a vida à margem de uma dinâmica social mínima pode ser causa para sofrimento e para uma exposição a perigos, por ausência de retaguarda, que pode ser causa de acidentes de natureza diversa;
  • viver sem os recursos básicos e essenciais a uma vida digna por redução drástica nos rendimentos. Neste caso estamos a identificar a exclusão mais direta das necessidades de sobrevivência, mas também a exclusão de outros serviços e produtos relacionados com o bem-estar, desde a alimentação, ao lazer e à cultura;
  • viver com problemas sistemáticos de saúde em consequência da progressão da idade. Neste caso estamos a fazer apelo às questões da mobilidade, mas também à fraca disposição para a interação social. Também o tempo investido nas tarefas de manutenção da forma física e mental reduzem o tempo de uma organização quotidiana disponível para a vida coletiva e para se reequilibrar através dos outros;

Referimos três, apenas três para começar, campos de exclusão social: Logístico, económico e sanitário.

Que soluções existem?

Que soluções, que deram as suas provas, podemos tomar em conta no combate ao isolamento de pessoas que se encontram marginalizadas da vida da comunidade local?

Que experiências podem ser mobilizadas para fazer face às dificuldades económicos das pessoas em envelhecimento e apoiar o aumento de rendimento ou apoiar a superar carências concretas através de compensações?

Que soluções já foram experimentadas para dar mais tempo de vida efetiva a pessoas doentes e em agravamento do seu estado de saúde?

Carlos Ribeiro
Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.
error

Enjoy this blog? Please spread the word :)